Almeida Prado (compositor)

Você é um grande pianista. Um artista completo. Minha Sonata nº 10 (das rosas), você me fez chorar. É uma obra especial para mim. Tanto que não é fácil tocá-la. Ela se reveste de uma constante dinâmica suave, raramente um fortíssimo. Fazer nuances com tal sobriedade de dinâmicas é dificílimo. E você conseguiu com maestria. Lírico, pungente, saudoso, nunca fácil, piegas. Definitivamente o coloco como meu pianista ideal, meu intérprete Maior.

 

Ricardo Tacuchian (compositor)

Ser um pianista com a delicadeza de toque e com força de expressão como a sua é um privilégio para poucos eleitos. Mais ainda, ser um poeta que mostra um sentimento indefinido do mundo através da palavra ambígua e musical é um dom de rara cepa. Você é um trovador que insiste em derramar sua arte em tempos de guerra. A esta você responde com amor, sol e lua. Obrigado pelo livro, obrigado pelos poemas, obrigado pela música.

 

Edino Krieger (compositor)

Caro Robervaldo,

Gratíssimo pelo vídeo com a bela execução da Sonata. Faço minhas as palavras da Professora Saloméa. Acrescento que fiquei impressionado com a valorização musical, e não apenas pianística, de cada um dos episódios da música, numa versão não apenas fiel às ideias, mas contribuindo com a personalidade própria dos intérpretes, que são, por definição, co-autores da obra musical. Mais uma vez parabéns e gratíssimo pelo interesse pelas minhas músicas. Transmita, por favor, ao Prof. Carlos Costa o meu abraço agradecido e o meu aplauso ao Duo.

Um grande abraço,

Edino

 

Estércio Marquez Cunha (compositor)

Um intérprete musical é muito mais que um instrumentista de grande domínio técnico. Além da capacidade técnica, tem percepção desenvolvida; Além da leitura, se relaciona com a obra.

O indivíduo, com suas emoções, com sua história, com seu imaginário, se confronta com a partitura, com o campo de ação. O resultado é a obra oferecida ao público.

Ouvindo, várias vezes, o pianista Robervaldo Linhares, em recitais e gravações, fica em mim o gosto de perceber, em frases limpas, claras, muita energia em sonoridades novas. Mas, quando o ouvi, junto à flautista Sara Lima, interpretando, em primeira audição, minha Sonata para piano e flauta, deparei-me, emocionado, com uma obra realmente interpretada: a condução dos acontecimentos musicais, o realce de detalhes, o vigor das sonoridades, se oferecia em uma forma maior que a partitura escrita.

Sabendo do projeto de gravação de meu repertório para piano, por Robervaldo Linhares, sinto-me honrado e certo que o público ouvirá muito mais que as composições de Estércio Marquez Cunha. Aos ouvintes a interpretação de um grande artista.

 

Edmar Ferretti (Soprano)

Prezado artista Robervaldo!

Impregnada do maravilhoso som do Duo Limiares, transmito-lhe o que senti ao ouvir as 15 obras musicais deste CD. Seu toque “toucher” límpido, brilhante, ao mesmo tempo ligado e destacado, quando necessário, é da mais alta qualidade artístico-musical. Estilisticamente as obras encantam pelo bom gosto, equilíbrio agógico e de dinâmica. Equilíbrio, termo que bem descreve a fusão dos dois artistas que criaram estes momentos de pleno prazer musical, o que é raro. Como é feliz a interação entre a flauta e o piano!… Cumprimente a flautista pela qualidade de seu som, sua afinação e a limpeza de sua execução.

Com a grande admiração e o abraço agradecido de Edmar Ferreti

 

Salomea Gandelman (pesquisadora)

PARABÉNS querido Robervaldo pela execução cuidadosa, precisa, clara e inteligente da Sonata. Os contrastes entre “cantabile” e “rítmico” foram lindos, as variações de dinâmica muito cuidadas, a sonoridade sempre bonita, enfim, uma execução primorosa. Adorei, muito obrigada! Cumprimente o Prof. Carlos Costa por mim. Um grande abraço da amiga de sempre,

Salomea